Abdominoplastia

Abdominoplastia tem por finalidade retirar o excesso de pele e tecido gorduroso que se acumulam na região do abdômen.

A cirurgia é indicada para pacientes que têm excesso de pele abdominal, gordura localizada, flacidez e diástese da musculatura abdominal (afastamento da musculatura abdominal que ocorre principalmente após as gestações).

A plástica de abdômen é feita através de uma incisão situada horizontalmente na região inferior do abdômen, logo acima da implantação dos pelos pubianos (linha do biquíni). De um modo geral, o tratamento envolve lipoaspiração, correção do excesso de pele e reposicionamento da musculatura abdominal.
Uma etapa importante da cirurgia é o tratamento do umbigo quando necessário.

A cirurgia dura em média duas horas e meia e durante o procedimento utilizam-se botas pneumáticas para prevenção da trombose venosa profunda.

Quando a sobra de pele não é muito grande, sugerimos uma cirurgia menor chamada mini-abdômen, indicada para pacientes com um pequeno excesso de pele e algum grau de diástase.

Cada caso é analisado individualmente, sendo que os graus de diástase e sobra de pele variam muito.

É importante que o paciente tenha conhecimento destas diferentes situações e seja orientado pelo seu cirurgião plástico sobre qual é a melhor solução para o seu caso.

Para a plástica de abdômen indicamos geralmente a anestesia peridural. Atualmente, com a evolução da medicina, os riscos inerentes à anestesia são relativamente pequenos. Desde que o paciente se encontre em bom estado de saúde e tenha realizado os exames médicos pré-operatórios pode se submeter com tranquilidade a qualquer tipo de anestesia.