Quais os tipos de Prótese de Silicone

Os tipos de prótese de silicone é sempre uma dúvida comum em meu consultório. Geralmente as pacientes fazem muitas perguntas sobre como escolher a prótese, sobre a qualidade, a marca do produto, durabilidade, naturalidade em relação ao resultado final, entre outras perguntas.

Saiba que os tipos de prótese de silicone são um dos fatores que interferem no resultado final da cirurgia plástica.

Por isso, conhecer cada um deles vai ajudá-la a visualizar melhor como os seus seios podem ficar e, assim, fazer com que você se sinta mais segura para a mamoplastia de aumento.

Tipos de Prótese de Silicone

Os tipos de prótese de silicone podem ser classificados:

  • Quanto ao seu formato;
  • Quanto ao seu perfil.

Geralmente, a prótese vai mudar de acordo com altura que o seio assumirá em relação ao tórax. Portanto, depende do biótipo da mulher, bem como seu desejo e expectativas.

Prótese Cônica

Características:

  • A prótese de silicone cônica a que possui a menor base e a maior projeção;
  • Como é uma prótese mais “pontuda” em comparação às demais, grande parte do volume fica no centro da prótese. Por isso,  o resultado são seios mais projetados para frente.

No geral costuma ser indicado para mulheres que apresentam um leve grau de queda.

Prótese Redonda

Comumente, essa é a prótese de silicone mais escolhida pelas mulheres brasileiras. Este tipo preenche igualmente todos os espaços dos seios e deixa o colo bem marcado e redondinho.

Esse efeito também é excelente para dar a impressão de que os seios estão mais empinados e promove um efeito mais natural.

Prótese anatômica ou em gota

Este tipo de prótese imita o formato natural dos seios.

Por isso, é pouco usada nas cirurgias em que o objetivo é aumentar os seios e deixar o colo mais marcado. Sendo assim, a prótese de silicone anatômica costuma ser mais utilizada em cirurgias de reconstrução de mama em mulheres que passaram pelo câncer de mama.

Perfil da prótese

O perfil de um implante é a medida de sua altura, ou seja, sua projeção a partir da base da prótese. Essa medida é responsável na paciente pela projeção da mama para frente. A escolha entre os perfis é influenciada pela quantidade de flacidez da mama, dentre outros fatores. Algumas marcas disponibilizam quatro perfis diferentes, são eles:

  • Perfil baixo;
  • Perfil moderado;
  • Perfil alto;
  • Perfil extra alto para volumes semelhantes.

Vale ressaltar que, um cirurgião plástico bem formado e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, com sua experiência e conhecimento saberá indicar o melhor modelo de prótese adequado ao seu desejo e ao seu biótipo.

Como escolher a prótese?

A escolha da prótese de silicone envolve diversos fatores. Portanto, é muito válida uma conversa esclarecedora com o cirurgião plástico. Assim, será possível sanar todas as dúvidas e se submeter ao procedimento de uma forma mais segura.

No entanto, alguns fatores são analisados para escolher o silicone, tamanhos e formatos, que são:

  • Altura e largura do tórax;
  • Volume dos seios naturais;
  • Qualidade da pele (algumas mulheres podem ter tendência a estrias e um tamanho inadequado pode deixar marcas na pele);
  • Estilo de vida (como a prática de esportes);

Com o passar do tempo é preciso trocar a prótese?

Outra dúvida bastante comum é em relação à duração do implante. Sobretudo, independente dos formatos de prótese de silicone, as pacientes querem saber se elas serão trocadas futuramente.

É importante dizer que, não existe prótese de silicone definitiva, mas que se o implante colocado for de boa qualidade dificilmente este sofrerá rupturas ou será rejeitado pelo organismo.

De qualquer forma, é recomendado que anualmente a paciente faça alguns exames nas mamas para verificar se está tudo certo. Também é muito importante estar em contato com o cirurgião plástico para acompanhar a vida útil do material utilizado na prótese.

Para mais informações, fique à vontade para marcar uma consulta.